A Feira de Barcelos, no Minho!

A Feira de Barcelos

A Feira de Barcelos é um dos emblemas do Minho e impõe-se como uma das maiores e mais interessantes do país.

A sua verdadeira origem continua por esclarecer, tal como sucede como muitas outras feiras medievais do norte de Portugal, que se desenvolveram sem privilégios dados pela coroa.

Mercado propício especialmente para as louças, a feira engloba um universo muito mais vasto, de que tira partido a lavoura local sempre muito empenhada em participar e dar vida a este encontro semanal de comerciantes oriundos de todo o Norte.

As quintas-feiras são uma festa, em Barcelos.

A feira dura longas horas, num ambiente marcado pela variedade do artesanato, pelo colorido e pela arte de expor os produtos, pelo permanente convite à compra, com a certeza de que «quem desdenha quer comprar».

 

Feira de Barcelos

 

Os feirantes sabem disso e insistem até a exaustão, porque freguês hesitante é meio caminho andado para um freguês constante.

O ajuntamento apresenta três componentes com especificidades muito próprias.

A ocidente da cidade funciona a feira do gado, a feira grossista ou de revenda é a norte, a feira tradicional no interior.

A última ocupa amplo recinto dividido em quatro grandes quarteirões, a que se juntam, a sul, mais duas alas.

A feira vai evoluindo por ciclos. Daí resulta que quando se acaba de montar a feira dos panos já a dos produtos agrícolas está a esmorecer.

 

Feira de Barcelos

Deste modo, enquanto uma se desenvolve entre as 7h30 e as 9 horas da manhã, a outra prolonga-se até o meio-dia.

As doze badaladas marcam o ponto de viragem da feira.

Começam a desfazer-se as tendas, alguns comerciantes partem para outras paragens, mas o comércio não pára.

Há clientes pela tarde fora, sobretudo turistas à procura de artigos regionais.

 

Feira de Barcelos - Galos

 

Textos relacionados:

> Festa das Cruzes em Barcelos | Minho

> Lenda do Galo de Barcelos | Lendas de Portugal

> Museu de Olaria – Barcelos | Museu Etnográfico

> Rosa Ramalho (Rosa Barbosa Lopes)

> Artesanato: trajes regionais – figurado de Barcelos

 

Um acontecimento como este gera apreciável volume de negócios, difícil de estimar.

Só para dar uma ideia, em cada feira de gado são transacionados, em média, mil cabeças de bovinos, única espécie ali vendida.

A feira de Barcelos já se fazia em meados do séc. XIII.

Nos seus primórdios seria quinzenal, mas já às quintas-feiras.

 

Feira de Barcelos

Fonte: In GUIA Expresso “O melhor de Portugal” – 12 – Festas, Feiras, Romarias, Rituais (texto editado e adaptado)