Romarias e Festas Populares em Janeiro

 

Durante o mês de Janeiro, realizam-se as seguintes Romarias e Festas Populares em Portugal:

25 de dezembro a 06 de janeiro

Festas de Inverno | diversas localidades do concelho de Bragança
As festividades mais características do concelho de Bragança são aquelas que se realizam no solstício de inverno, quando as grandes fogueiras comunitárias pontuam pelas várias aldeias onde as máscaras e os seus portadores são os protagonistas.

É por altura do Natal, até ao dia de Reis, que emergem os diversos rituais com mascarados, nos quais estes estranhos seres “andam à solta”.

A origem dos mascarados liga-se ao culto dos antepassados, pela fertilidade dos campos, pela fecundidade dos homens e dos animais, pela manutenção da lei cívica, moral e da ordem.

O panorama temático e funcional das máscaras, no concelho de Bragança, articula-se fundamentalmente, nas seguintes festividades:

Festa dos Rapazes | Varge e Aveleda – 25 e 26 de dezembro. Saber mais

Santo Estêvão | Rebordãos, Parada de Infanções, Grijó de Parada – 26 de dezembro;

Festas dos Reis | Salsas – 01 a 06 de janeiro; Rebordaínhos – 06 de janeiro; Baçal – 05 e 06 de janeiro
GPS: Varge: 41.871082 -6.681018 | Aveleda: 41.891039 -6.695979 | Rebordãos: 41.740111; -6.827172 | Parada de Infanções: 41.680897 -6.690289 | Grijó de Parada: 41.715529 -6.687571 | Salsas: 41.637364 -6.815903 | Rebordainhos: 41.668442 -6.860506 | Baçal: 41.852537 -6.722268

Dia 6 – Dia de Reis

Festa do Rapazes em honra de Santo Estêvão | Vale de Salgueiro – Mirandela
Na Festa dos Rapazes, em honra de Santo Estêvão, existe a figura do rei que carrega uma coroa de ouro emprestada. Durante a festa, é permitido que as crianças andem pelas ruas a fumar. O rei percorre a aldeia, com um grupo de gaiteiros e distribui tremoços e vinho em cabaças, recebendo, em troca, um donativo para a festa. No largo dança-se a murinheira ao som de gaitas de foles e de bombos. A festa termina com a celebração da missa e coloca-se a coroa noutro habitante da aldeia. Saber mais
GPS: 41°35´18.46”N 7°14´06.28”W

Primeiro domingo depois do dia 10

Romaria de São Gonçalo e São Cristóvão | Mafamude – Vila Nova de Gaia
A Romaria de São Gonçalo é a primeira romaria que se realiza no ano no primeiro domingo depois do dia 10 de janeiro, composta por três grupos de festeiros, um da freguesia de Santa Marinha e dois do lugar da Rasa da freguesia de Mafamude. Ambos desfilam pelas ruas da cidade com as figuras e respetivas cabeças de S. Gonçalo e S. Cristóvão, levando atrás destes, milhares de peregrinos que, a cantar e a apregoar em cortejo, se dirigem para a Igreja de Mafamude onde se encontram com os dois grupos locais. Desde manhã cedo, os Mareantes do Rio Douro e as Comissões Nova e Velha da Rasa, percorrem as ruas da cidade, levando ambos os santos protetores S. Cristóvão, protetor dos barqueiros do rio, padroeiro de Mafamude. S. Gonçalo, protetor dos homens do mar e das doenças, S. Roque, dos carpinteiros navais e protetor contra as pestes.

Desde o século XVII, esta festa permanece viva até aos dias de hoje, onde a peregrinação atinge o clímax, carregado de uma certa simbologia erótica, uma certa fantasia nos trajes e a incorporação de elementos rituais, dizendo “E aqui vai o S. Gonçalo”, respondendo em seguida “E ele é nosso!” “E ele é nosso!”
GPS: Mafamude 41˚07’32.0” N 8˚36’09.2”W; | Mareantes do Rio Douro 41˚08’15.0”N 8˚36’52.2”W

Dia 20

Festa das Papas em honra de São Sebastião | Gondiães e Samão – Cabeceiras de Basto
Festa das Papas em honra de S. Sebastião representa uma das manifestações culturais mais puras e tradicionais de Cabeceiras de Basto.

Realiza-se sempre a 20 de janeiro, um ano na freguesia de Gondiães e no ano seguinte no Samão. As Papas em honra de S. Sebastião são confecionadas desde tempos ancestrais, cozendo-se a farinha na água da cozedura das carnes de porco, iguaria muito apreciada nesta festa.
GPS: 41°34’03.29”N 7°51’56.7”W

Festa das Fogaceiras em honra do Mártir São Sebastião | Santa Maria da Feira
A Festa das Fogaceiras realiza-se no feriado municipal, em cumprimento de um voto, iniciado em 1505, pela população ao Mártir S. Sebastião, de modo a acabar com a pestilência que grassava por essas terras. Em troca de proteção, o povo prometeu ao santo a oferta de um pão doce chamado Fogaça.

A Festa das Fogaceiras chegou até aos nossos dias com a realização da Missa Solene, precedida da Bênção das Fogaças, a Procissão e o Cortejo Cívico integrando as Fogaceiras –“crianças impúberes”, vestidas e calçadas de branco, que levam à cabeça as fogaças do voto. Para além do programa religioso, a festa apresenta um vasto e diversificado programa de animação, que envolve a participação da população.

Destaca-se a Mostra de Fabrico da Fogaça da Feira, no castelo, promovida pelo Agrupamento de Produtores de Fogaça da Feira, com o objetivo de sensibilizar os produtores para a importância de manter a receita e o processo de fabrico originais respeitando as normas de segurança atuais. Saber mais
GPS: 40.924457 -8.541959

Festa de São Sebastião | Vila Grande – Dornelas – Boticas
Todos os anos, no dia 20 de janeiro, realiza-se umas das mais importantes festas de cariz comunitário: a Mezinha de S. Sebastião. Conta a memória popular que, durante as invasões francesas, o povo de Vila Grande pediu à imagem de S. Sebastião proteção, quando avistou os soldados perto das aldeias do Couto de Dornelas, sabendo que estes saqueavam tudo à sua passagem.

As tropas não pararam e o povo, agradecido, cumpriu a promessa feita ao santo de celebrar festa em sua honra. A população organiza todos os anos uma refeição comunitária que está a cargo dos mordomos (inicialmente, os nove maiores lavradores da aldeia, num sistema de rotatividade). Estes, com a ajuda de familiares e amigos preparam durante dias o repasto: pão, carne e arroz.

No dia 20, depois da missa, seguem em procissão com o santo até à “Casa do Santo” – construída para o efeito – onde o padre benze os alimentos. Na rua principal são colocados bancos de madeira (mesa), cobertos com toalhas de linho e todos que ali acorrerem são convidados. Cada um leva prato, talheres e bebida para acompanhar. Saber mais
GPS: 41°40’50” N 07°43’15” W

Dias 21 e 22

Romaria a São Vicente | Braga
Em honra de São Vicente, celebra-se o padroeiro da freguesia, que lhe dá nome.

A tradicional Romaria em honra de São Vicente contém, em si, tradições como a Fogueira de São Vicente (dia 21 de Janeiro, pelas 21h30), a Romaria dos Meninos (dia 22 de Janeiro), os tradicionais Moletinhos de São Vicente, os Rebuçados do Senhor e a leitura do futuro do ano agrícola.

Das celebrações, destaca-se a animação da noite anterior, no adro da igreja de São Vicente, onde se realiza uma grande e pujante fogueira que atrai centenas de bracarenses e forasteiros ao evento.
GPS: 41.556114 -8.421207

Fonte: informações retiradas daqui

[themoneytizer id=”19156-16″]