Constituição dos lares de Goa (Índia Portuguesa)

Constituição dos lares de Goa

A família goesa é exemplar, porque o cumprimento dos deveres familiares e o cuidado na escolha dos cônjuges e na educação dos filhos constituem as principais preocupações do pacífico povo de Goa.

Entre os católicos da Índia Portuguesa, a doutrina cristã é aplicada à moral familiar com um acerto e um rigor quase desconhecidos dos outros católicos.

São as seguintes as bases em que assenta a família goesa:

1.ª) – As raparigas são muito recatadas, tornam-se competentes nos serviços caseiros desde novinhas, saem pouco e raramente trabalham fora de casa; por isso, têm mais facilidade de se conservarem puras até ao casamento e fidelíssimas até à morte.

2.ª) – Os rapazes nos anos da puberdade e durante os estudos não pensam no casamento nem namoram, mas procuram primeiro lançar-se na vida.

3.ª) – A harmonização de vida dos futuros esposos é feita durante o noivado, que só começa depois de as famílias de ambos tirarem rigorosas informações reciprocas.

4.ª) – Não se realizam em regra matrimónios entre novos e velhos, nem entre solteiros e viúvos. As uniões conjugais precoces vão desaparecendo.

5.ª) – Não há casamentos só pelo registo civil, nem se usam divórcios ou ligações amorosas ilícitas.

6.ª) – As desinteligências nos casais são resolvidas pela intervenção de pessoas de bem. Quando a harmonia não é possível, os esposos separam-se, indo cada qual viver castamente em casa dos seus pais.

7.ª) – Os pais goeses gostam muito de ter filhos, cujo número só é considerado demasiado no caso de serem meninas e eles pobres para darem tantos dotes.

8.ª) – Os pais vivem para tornar os filhos honestos, bons e felizes, e os filhos ajudam os pais, sempre que é necessário.

É cheio de encanto e pitoresco o cerimonial que se observa nos casamentos goeses.

Pelo Prof. Pe Graciano Morais, do Instituto Superior de Estudos Ultramarinos.

Fonte: “Guia oficial do I Congresso de Etnografia e Folclore” – Braga e Viana do Castelo – 22 a 25 de Junho de 1956 (texto editado e adaptado) | Imagem (meramente ilustrativa): Território de Goa (Google Maps)