Encontro de Cantares ao Menino em Marrazes

No próximo dia 14 de Dezembro de 2019, a partir das 21h30, vai realizar-se, na Igreja de Pinheiros – Marrazes – Leiria, um Encontro de Cantares ao Menino, com a participação dos seguintes Grupos:

Rancho da Região de Leiria

O Rancho da Região de Leiria foi fundado em 19 de Março de 1963, pela então Comissão Regional de Turismo de Leiria.

As suas danças e cantares são a viva interpretação da etnografia recolhida em toda a região, e os seus trajes, genuínos ou cópias, representam com fidelidade os usos e tradições da Alta Estremadura.

Assim, as mulheres usam chapéuzinho de veludo preto com penas coloridas, lenços na cabeça, (muito raramente se apresentam em cabelo), blusas de cores variadas, predominando os tons escuros, sendo algumas arrendadas. Saias de vários tecidos, qualidades e matizes, que lhe dão um aspecto harmonioso e garrido, predominando a estamenha, a chita e o algodão.

Algumas usam nas pernas canos de lã branca e outras meias de cor, sendo umas calçadas com sapato de atanado e outras com tamancos, com forme os costumes das terras que representam.

Atendendo a antigas tradições as mulheres tem ainda como ornamentos, aventais bordados de renda e entremeios, a saca de mão de amorosos retalhos e por vezes bordados, algibeiras de cintura muito vistosas, usando, algumas, xaile, capa de ombros ou saia de cobrir, também chamada saia de costas.

Quanto aos homens, usam, quase todos, barrete preto de borla da mesma cor, uns com camisa de entremeios e peitilhos, com colete e jaleca, cinta preta de cetim ou lã, calças justas à boca-de-sino, preta ou castanha, bota de atacar e de atanado. Como ornamentos, os homens apresentam-se de alforge, cajado, cabaça, ainda o chapéu de aba larga e tamancos.

Da tocata e coro, fazem parte figuras representativas dos mais variados escalões sociais. Do pescador e peixeira da Vieira, à moleira, à vendedora de tremoços, passando pelos trajes domingueiros ou de trabalho, viúvos e serranos, até aos noivos, podemo-nos deliciar, pela riqueza da variedade do trajar do povo de então. Ler +

Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha – Vila do Conde

O Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha foi fundado em 1 de Maio 2010 na freguesia de Touguinha, situada na margem direita do Rio Ave pertencente ao concelho de Vila do Conde.

Este grupo foi criado com intuito de preservar, divulgar e promover os valores patrimoniais da comunidade em que se insere, nas tradições, nas manifestações culturais da população através das suas canções, danças e etnografia, reflectindo e diferenciando as várias classes sociais de outrora, bem como as actividades no qual predominava a agricultura.

As danças características são os Viras, Chulas e Malhões. Fonte

Encontro de Cantares ao Menino em Marrazes - Leiria

Sobre Marrazes – Leiria

Marrazes foi uma freguesia urbana da cidade de Leiria, com 19,13 km² de área e 22 528 habitantes. Densidade: 1 177,6 hab/km².

Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Barosa formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Marrazes e Barosa, da qual é a sede. Ler + 

 

Se quiser receber no seu email os novos artigos publicados, subscreva a nossa Newsletter!
Mantemos os seus dados totalmente privados e nunca os vamos partilhar com outros. Leia a nossa Política de privacidade e responsabilidade