XXVII Encontro de Cantares do Ciclo Natalício

No próximo dia 21 de Dezembro de 2019, pelas 21h30m, no Salão Paroquial de S. Mamede de Infesta – Matosinhos, vai realizar-se o XXVII Encontro de Cantares do Ciclo Natalício, com a participação dos seguintes Grupos:

Grupo Folclórico da Corredoura – Guimarães

Corredoura, localidade da vila de S. Torcato a Norte, e a seis quilómetros da cidade de Guimarães, terra de grandes tradições culturais e religiosas, marcada ainda por uma forte componente agrícola, onde se pode observar com rara beleza os campos e as searas do milho, linho e centeio, é hoje em dia um dos pólos de maior desenvolvimento sócio-cultural da região, participada por um enorme movimento associativo, e um grande surto de desenvolvimento industrial na área têxtil, calçado e construção.

Tendo como finalidade a ocupação dos tempos livres do Povo da sua Terra, o gosto pela dança, canto e música, foi fundado em 1 de Março do ano de 1956 o Grupo Folclórico da Corredoura, que desde logo desenvolveu um verdadeiro trabalho de pesquisa e de recolha dos usos, costumes e tradições dos seus antepassados, e da sua região. Ler +

Rancho Regional de S. Salvador de Folgosa – Maia

O Rancho Regional de S. Salvador de Folgosa – Maia, nasceu por ocasião da angariação de fundos para as obras de remodelação da Igreja Paroquial, em finais da década de cinquenta, tendo desde logo procurado afirmar-se no panorama folclórico nacional e regional.

A partir desta altura, o Rancho tem vindo a aperfeiçoar a sua actividade de reprodução de trajes, danças e cantares dos tempos remotos nas terras da Maia, através de pesquisas e recolhas que garantem a autenticidade do que pretende representar.

Em termos de folclore, representa a zona do chamado Vale do Coronado, no leste maiato. E dentro destes limites que se propõe recolher e depois reproduzir o mais fidedignamente possível as vivências quotidianas e festivas dos nossos antepassados. Ler +

Grupo Folclórico de Santa Maria de Cabril – Castro Daire

O Grupo Folclórico da Casa do Povo de Cabril foi fundado em 1970. Durante os 40 anos de existência foi o maior embaixador da sua região, tendo actuado em todo o País e no Estrangeiro. Esteve presente em 2 festivais no Algarve, nos Estados Unidos da América, no Brasil e em quase todos os países da Europa. Ler +

Rancho Típico de S. Mamede de Infesta – Matosinhos

Fundado a 29 de Maio de 1960, digno representante dos usos e costumes das antigas terras da Maia (iam do rio Ave ao rio Douro, circunscritas ao vale do rio Leça). Terra essencialmente agrícola.

Realizou pesquisas e recolhas no seu concelho – Matosinhos, onde faz reviver tradições esquecidas no tempo, nomeadamente os cantares de Janeiras e Reis.

Organiza, em S. Mamede de Infesta a Quinzena cultural onde estão patentes exposições de artesanato e artes plásticas, noites de música popular, festival de folclore infantil e festival internacional de folclore. Ler +

Grupo Folclórico de Santa Cruz de Vila Meã – Amarante

O Grupo Folclórico de Santa Cruz – Vila Meã, foi fundado em 19 de Novembro de 1977, apresentando-se pela primeira vez em público em 30 de Abril de 1978. Pretendeu-se, com esta iniciativa, perpetuar a cultura da região de Vila Meã através das danças e cantares, dos usos e dos costumes do que foi o concelho de Santa Cruz de Riba Tâmega, que aqui tinha a sua sede.

Santa Cruz de Riba-Tâmega (hoje Vila Meã) era um concelho próspero extinto, por razões políticas, em 1855, que, no momento da sua extinção, ocupava o sexto lugar na classificação económica do distrito do Porto.

Salvaguardando o respeito devido ao folclore, o fundador seguiu o caminho do rigor e da seriedade na recolha dos testemunhos em que havia de assentar os pilares do seu grupo, após o que escolheu o nome de modo a caracterizar a região que se pretendia representar. Ler +

Com esta iniciativa, a organização pretende o dar a conhecer as tradições natalícias de diferentes zonas do país, visando o enriquecimento sócio cultural da população de Matosinhos, no geral, e da freguesia de S. Mamede em particular

Entrada para o Encontro de Cantares do Ciclo Natalício é gratuita.

Cartaz do XXVII Encontro de Cantares do Ciclo Natalício - S. Mamede de Infesta

Se quiser receber no seu email os novos artigos publicados, subscreva a nossa Newsletter!
Mantemos os seus dados totalmente privados e nunca os vamos partilhar com outros. Leia a nossa Política de privacidade e responsabilidade