Seis orações populares para rezar à noite, ao deitar

Seis orações populares para rezar à noite

I

Ao terminar este dia,

Nós Vos pedimos, Senhor,

Que sejais o nosso guia

E o nosso protector.

Afastai os sonhos maus

E as nocturnas tentações;

Livrai-nos do inimigo,

Guardai nossos corações,

Concedei-nos vossa graça,

Ó Pai, nosso Criador,

Por vosso Filho, Jesus,

Em espírito de amor.

II

Alguns, pelos seus grandes pecados,

Deitam-se bons, e encontram-se finados.

Se tal coisa me acontecer,

Na vossa santa fé quero morrer,

Bem confessada e bem comungada,

A vossa santa fé retornada.

Jesus vivo esteja comigo,

Jesus morto esteja em meu corpo,

Jesus crucificado esteja a meu lado.

III

Ó minha alma bendita,

Quando deixarás meu corpo?

Talvez a morte já espere

Que eu comece a adormecer,

Para te arrancar de mim,

Te levar à eternidade

E meu corpo à sepultura.

Ai de mim! Que hei-de eu fazer,

Se os pecados deste dia

Me fazem estremecer?

Vou dizer, do coração,

O acto de contrição.

IV

Na cama me vou deitar,

Pra dormir e descansar.

Se a morte vier buscar-me

E eu não puder falar,

Apego-me aos cravos,

Encosto-me à cruz,

Entrego a minha alma

Ao meu bom Jesus.

V

Assim como Pedro e Paulo

Se benziam no altar,

Antes de missa rezar,

Assim me benzo esta noite,

Antes de em meu leito entrar.

Benzo também minha cama,

Pra dormir e descansar.

Que ninguém, vivo nem morto,

Me possa vir atentar,

Nem os ruins pesadelos

Me impeçam de repousar.

VI

Com Deus me deito,

Com Deus me levanto,

Com a graça de Deus

E Divino Espírito Santo,

Para que a Virgem Maria

Me cubra com seu manto.

Se eu bem coberto for,

Não terei medo nem temor

Nem a coisa que má for.

Se eu dormir, acordai-me;

Se eu morrer, alumiai-me

Com as doze velas bentas

Da Santíssima Trindade:

Seis aos pés, seis à cabeceira,

E a Virgem Maria na dianteira.

Fonte: Literatura Popular de Trás-os-Montes e Alto Douro – Devocionário (vol.III), Joaquim Alves Ferreira