Cultura Portuguesa na Semana da Diversidade Cultural

Culturas tradicional e gastronómica portuguesa brilham na Semana da Diversidade Cultural de Andorra

Terminou no passado dia 21 de maio, sábado, a 12ª edição da Semana da Diversidade Cultural, promovida pelo Comú d’Andorra la Vella. Esta iniciativa contou com conjunto de eventos diversificados na Plaça Guillemó da capital do Principado de Andorra.

Eram 11h30 quando se iniciou o desfile das entidades e países participantes pelas principais artérias de Andorra la Vella, encabeçado pelo grupo de bombos da Associação de Trás-os-Montes e Alto Douro, que concluiu na Praça Guillemó, espaço central da festa multicultural.

Entre as bandeiras de países como Peru, Ucrânia, Venezuela, Filipinas, Equador, Portugal e Principado de Andorra, os membros do Grupo de Folclore Casa de Portugal recrearam momentos da “ida ao rio para lavar a roupa”, cantando a capela durante o trajeto.

Na praça Guillemó estiveram montados 8 stands, nos quais o inúmero público pode apreciar a gastronomia tradicional dos países representados: arepas, ceviche, kulish, chicharron, siopao, gulab, pataniscas e bolinhos de bacalhau, entre outros.

Em frente ao palco, os “castellers” de Andorra levantaram um castelo humano e durante a tarde os países participantes apresentaram o folclore e canções típicas.

Rancho Folclórico dos Residentes do Alto Minho e Grupo de Folclore Casa de Portugal

Sob um sol abrasador, o Rancho Folclórico dos Residentes do Alto Minho apresentou as suas danças e a cor garridas dos seus trajes vermelhos, e, mais para o fim da tarde, o Grupo de Folclore Casa de Portugal subiu ao palco para apresentar o seu reportório de cânticos e danças da Ribeira Lima incluindo, como novidade, a recreação da lavagem da roupa e os cânticos a capela das lavradeiras do Grupo.

Enquanto isso, a azáfama nos stands era constante para se poder apreciar os produtos gastronómicos que os países participantes ofereciam aos visitantes.

 

Chieira eSaudade

Um total de 25 entidades fizeram parte deste encontro multicultural que contou com conferências, exposições, dança, folclore e gastronomia ao longo de toda a semana, destacando-se a exposição de palavras “únicas” dos países participantes.

Nesta, o Grupo de Folclore Casa de Portugal apresentou a palavra “Chieira”, e a Associação dos Residentes do Alto Minho, a palavra “Saudade”.

O Vereador da Cultura e Promoção Turística do Comú de Andorra la Vella, Miquel Canturri, avaliou positivamente este evento, não só para Andorra la Vella mas também para todo o país, já que “na diversidade, permite que todos possamos ser mais ricos culturalmente” e manifestou o compromisso de para o próximo ano haver uma implicação da capital para que a festa seja ainda maior e com mais protagonismo.

 

blank