Chula ou Xula | danças do povo português

Chula ou Xula

Chula, ou Xula, é uma dança popular portuguesa muito antiga.

Gil Vicente refere-se a ela numa das suas peças ou autos teatrais.

É uma dança que tem cantador, ou cantadeira, ao desafio, mas o seu estribilho, ou refrão, é só instrumental.

Baila-se a chula – que é uma dança tipicamente nortenha – do Minho à Beira Alta setentrional.

Porém, a chula do Alto Douro tem instrumentos especiais e especial maneira de se bailar.

Tal como o malhão, a cana-verde e o vira, a chula pode acompanhar-se apenas pelo ritmar da viola ramaldeira e, tal como aquelas, que são danças típicas do Minho e do Douro, pode ser acompanhada pela

– «ronda minhota» (espécie de pequena orquestra campesina composta de clarinete, rabeca, harmónica, cavaquinho, viola, violão, bombo e ferrinhos)

– ou pela «festada duriense» (que é constituída pelos mesmos instrumentos, menos o clarinete, que é substituído pelas canas).

Maneira de bailar a Chula

Posição inicial

Os pares colocam-se em círculo; cada rapariga enfrenta o seu rapaz, ficando, assim, cada par costa a costas com os pares seguintes.

Os braços, semi-arqueados, elevam-se, paralelos, sendo os das raparigas os interiores.

1.º passo

A cada primeiro tempo os pares saltam simultaneamente para o centro sobre o pé desse lado e sobre o outro pé a seguir e, acentuando sempre o mesmo tempo do compasso, dão outra meia volta ao contrário, voltando à posição inicial.

2.º passo

O segundo passo da chula corresponde ao refrão, que, em geral, é bastante animado.

Os pares estendem os braços e colocam as pontas dos dedos sobre os ombros –  o cavalheiro no ombro da dama e vice-versa, ficando por cima os braços do cavalheiro.

Nesta posição, os pares formam uma roda e saltando com vivacidade e desembaraço, deslocam-se ficando as damas sempre de costas.

Cantador:

Ó Chula vareira, chula,
deixa-te andar arreada;

…………………………………..
bom sapato, boa meia,
boa fivela doirada.

Cantadeira:

Ó Chula vareira, chula
Ó chula que já não és,

………………………………..
ó chula que já viraste
a cabeça para os pés.

Partitura

Partitura de A Chula

Fonte: “Danças do Povo Português”, Tomaz Ribas (texto editado e adaptado)