Adágios e ditos sobre o vinho | Provérbios  

«Pelo seu ditoso clima, Portugal possue condições em extremo favoraveis ao desenvolvimento da videira, que apresenta ao mesmo tempo muitas variedades, conforme as regiões: na de entre-Douro-e-Minho, mais fria, e de solo granítico, medra quasi exclusivamente a videira de vinho verde, conquanto a região do vinho verde seja mais extensa1; na parte média da bacia do Douro, paleozoica (pre-cambrica) e com declives extensamente assoalhados, medra a videira do vinho generoso; entre o Dão e o Mondego, em terrenos graniticos, medra a videira do vinho conhecida com o nome do primeiro d’estes rios; (…)» Continuar a ler

Aqui damos a conhecer alguns…

Adágios sobre o vinho

Quem se lava com vinho, torna-se menino.

Pão, vinho e parte no Paraíso.

A mulher e o vinho tiram o homem do seu juízo.

Quem é amigo do vinho de si mesmo é inimigo.

Ao bebedor não lhe falta vinho, nem à fiandeira linho.

Ao menino e ao borracho põe-lhe Deus a mão por baixo.

Vinho quanto bebas!

Muita parra pouca uva.

Vinho e amigo, o mais antigo!

Azeite, vinho e amigo, do mais antigo.

O vinho é o sangue dos velhos.

Por cima do melão vinho de tostão.

Pão com olhos, queijo sem olhos, vinho que salte aos olhos.

Carne, pão e vinho é que anda o caminho.

Carne de hoje, pão de ontem, vinho do outro Verão, fazem o homem são.

Dia de S. Tiago vai à vinha e colhe um bago.

Pelo S. Martinho fura o teu pipinho.

Covas1 e Pinho2 e Vila da Ponte3 sem vinho.

Quem ceia vinho almoça água. E daqui o dizem em Vila Real.

Quem ceia em Vinhais almoça em Fontes4.

Vinagre em charneca é vinho de três anos (Alentejo).

Se queres conhecer o teu amigo, dá-lhe vinho.

1 De Barroso

2 De Chaves

3 Barroso

4 Povoação de Trás-os-Montes

Na página seguinte pode ficar a conhecer alguns “ditos” sobre o vinho!