Trajes tradicionais de Santana – Madeira

 

Descrição de trajes tradicionais do concelho de Santana – Madeira

 

Homem

O Fato Serrano

Este traje é típico da Freguesia de S. Jorge.

O homem veste calça de lã preta, a camisa de linho, colete de lã preto, chapéu preto e calça bota chã.

O traje era usado nas idas à missa e em momentos festivos.

 

O Traje Serrano

De um modo geral, o homem usava o chamado “traje serrano” composto por: calça e colete de seriguilha e camisa de linho; na cabeça usava um barrete semelhante a uma carapuça ou barrete de orelhas (carapuça ou ninho de melro preto); lenço ao pescoço e calçava bota chã.

Este traje era usado pelo homem Santanense nas suas lides caseiras.

 

Mulher

O Traje da Mulher Viúva

Com lã de ovelha preta era feita a saia “preta”, sendo esta por toda ela pregada e comprida; vestia uma blusa enramada em tons escuros onde dominava a cor preta, com um pala, franzida até à cintura tanto na frente como nas costas, terminando com um folho por toda a blusa, de mangas compridas; no seu interior vestia um colete de pano branco para maior elegância; usava um calção branco justo à perna com uma liga de renda branca; devido à lã ser áspera, usava um saiote no comprimento da saia com uma renda branca; a cabeça era coberta por um lenço enramado em tons escuros, azul-escuro, acastanhados ou pretos e calçava uma bota chã de listra vermelha.

Este traje era natural e típico da Freguesia de Santana. Era o traje que as mulheres Santanenses usavam quando ficavam viúvas, nas suas lides caseiras e, por vezes, quando se deslocavam à fazenda ou mesmo quando tinham de sair para qualquer sítio.

O Traje Domingueiro de Santana

Com lã das ovelhas brancas, após preparada e tecida, era feita a “saia branca”, sendo esta por toda ela pregada e comprida; vestia uma blusa enramada com tons suaves, contendo tanto na parte da frente como nas costas, uma pala com franzido até à cintura, terminando com um folho por toda a blusa, guarnecida de liga de bicos branca, de mangas compridas; no seu interior vestia um colete de pano branco para maior elegância; usava um calção branco justo à perna com uma liga de renda branca; devido à lã ser áspera, usava um saiote no comprimento da saia com uma renda branca; a cabeça era coberta por um lenço enramado onde dominava a cor branca ou o beije e calçava uma bota chã de listra vermelha. Este traje era típico da Freguesia de Santana.

Era usado pelas mulheres Santanenses aquando da ida à missa ou em ocasiões festivas.

O Traje de Trabalho

Com lã de ovelha, castanha e branca era feita uma mistura denominada “saia castanha escura”, sendo esta por toda ela pregada e comprida; vestia uma blusa branca; a frente era composta por pregas cobrindo a cintura; nas costas levava uma pala franzida até o terminar da blusa, sendo esta guarnecida de ligas de bico brancas, de mangas compridas; no seu interior vestia um colete de pano branco para maior elegância; usava um calção branco justo à perna com uma liga de renda branca; devido à lã ser áspera, usava um saiote no comprimento da saia com uma renda branca; a cabeça era coberta por lenço enramado e calçava uma bota chã de listra vermelha.

 

Fonte do texto | Imagem de destaque