[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Folhas do Calendário >> Meses do ano Pub
Pub
 

OUTUBRO
 
 

OUTUBRO deriva do latim October, que quer dizer oitavo. Desde o calendário de Rómulo até à reforma do calendário por Júlio César, no ano 46 antes de Cristo, era, realmente, o 8º mês do ano. Passou a ser o 10º mês, lugar que ocupa desde então até hoje, mantendo os 31 dias que já tinha.

Com a reforma de Numa Pompílio passou a ser o 10º, depois de introduzidos os meses de Janeiro e Fevereiro de modo a que o ano civil coincidisse com o ano solar.
 

O mês de Outubro foi alvo de tentativas para mudar de nome pelos imperadores romanos Faustino, Cómodo e Domiciano. No entanto, tal como acontecera com Setembro, também nenhum destes nomes venceu.

Na mitologia romana Outubro era dedicado a Marte que, inicialmente, era o deus da agricultura. Mais tarde foi identificado com o deus Ares, patrono dos soldados e da guerra. Amou Reia Silva e dela nasceram Rómulo e Remo, fundadores de Roma.

Outubro era representado pela figura de um homem ceifando trigo, ou por uma figura coberta por um manto amarelo, cor alusiva à das folhas que começam a cair das árvores e transportando um cesto de castanhas.

Adaptado de ALMANAQUE 1996 - ME/DEB e Almanaque Popular 2004

Calendário Agrícola

Datas Comemorativas e Efemérides

 Feriados Municipais


História dos Calendários


Superstições e Crendices


Provérbios

<<<Setembro +++ Novembro>>>

Voltar ao menu


Da natureza e efeitos do Signo de ESCORPIÃO
(23 de Outubro a 21 de Novembro)

Este signo é figurado por um animal chamado escorpião, cujos efeitos correspondem ao nome, que é morder e picar; e assim quando o Sol entra neste signo, começa a picar, e trazer o frio com tempestades, trovões e relâmpagos no fim. É frio e húmido, feminino, nocturno e fixo, porque neste tempo está fixo o Outono, com suas intemperanças e más influências. Entra o Sol neste signo a 24 de Outubro e desde que entra até que sai diminue o dia uma hora.

O varão que nascer debaixo da subida deste signo, denota que será de maus costumes, enganador, luxurioso e teimoso; pouco liso nos seus negócios e inclinado a furtar; que será grave, amigável e de boas palavras, porém falsas. Denota que padecerá dor nos rins e no estômago e terá perigo de ferro; e finalmente o inclinará a andar por diversas terras e que será tão subtil e astuto em seus ditos e feitos, que ninguém o entenderá e não será muito rico, nem muito pobre. Mostra também que terá algumas enfermidades, ainda que pequenas: ao qual promete este signo, conforme sua natureza, setenta e um anos de vida.

Se for fêmea será amigável, forte e terrível à qual denota trabalhos e perigos e que viverá enferma. E promete-lhe este signo, conforme sua natureza, setenta e dois anos de vida.

(in “Lunário Perpétuo” – edição de 1901)

 

Da natureza e efeitos de outro Signo >>>

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster