[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Literatura Popular e Tradicional >> Calendário rústico Pub

Pub

Calendário rústico  
 

 

» Janeiro, cada suco (sulco) seu ribeiro (Chaves).
» Em Janeiro, põe-te no outeiro: se virdes verdejar, põe-te a chorar; e, se vires terrear, põe-te a cantar.
» Se queres ser bom alheiro, planta os alhos em Janeiro.
» Em dia de S. Matias (24 de Fevereiro) começam as enxertias
» Quem poda em Março, vindima no regaço (Tolosa).
» Do grão te sei contar que em Abril não há-de estar nascido nem por semear.
» Maio, desapondai-o (Pastoria, concelho de Chaves) 1.
» Quem semeia depois de Maio, semeia para o gaio (Pastoria, concelho de chaves).
» As águas de S. João tiram o vinho e não dão pão (Tolosa).
» Quinta-feira d’Ascensão, coalha a amêndoa, nasce o pinhão (Portimão).
» A jeira de Maio vale os bois e o carro; a de Julho vale os bois e o jugo.
» Quem não debulha em Agosto, debulha com mau gosto.
» Agosto madura, Setembro vindima.
» Por S. Francisco semeia teu trigo (10 de Outubro); e a velha, que o dizia, semeado o tinha.
» Por Todos-os-Santos (I de Novembro) semeia trigo e colhe cardos.
» As geadas de S. Martinho levam a carne e o vinho.
» Pelo S. Martinho, semeia o teu cebolinho, que o meu já está nascidinho (Ericeira, concelho de Mafra).


1
- Isto é, em Maio para que a seara se considere boa deve o centeio ter o pendão de fora.

 
Informações e retiradas de "ETNOGRAFIA PORTUGUESA" - Livro V - José Leite de Vasconcelos
 
Ligações relacionadas

» Provérbios

» Calendário Agrícola

» História do Calendário

» O porco no rifoneiro português

 

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster