Os Jogos Populares Transmontanos e Altodurienses

 

Os Jogos Populares Transmontanos e Altodurienses, cujas origens se perdem no tempo, devem a sua recuperação e enorme divulgação à acção do Dr. António Magalhães Cabral (que foi, sem dúvida, o seu maior impulsionador), e tiveram a sua primeira grande Jornada em 13.11.1977, em Vila Real.

Segue-se uma listagem com o nome de alguns jogos, corridas e outros pertencentes ao património da antiga Província de Trás-os-Montes e Alto Douro. Abaixo, disponibilizaremos mais informações sobre os mesmos, particularmente as respectivas regras.

Jogo  das Argolas Jogo da barra Jogo do Barril Jogo do Batalho ou da Bilharda
Jogo do Bicho Jogo dos Bilros Jogo do Bota-fora Jogo do Botão ou Pique
Jogo do Cacholo Jogo do Carolo Jogo do Cepo ou Galo Jogo das Cordas
Jogo das Criadas contra as Patroas Jogo do Farelo Jogo da Farinha Jogo do Ferro Bacelar
Jogo do Fito (malhas) Jogo do Galo Jogo das Gralheiras Jogo do Malhão
Jogo da Mosca jogo do Ovo Jogo das Panelas Jogo da Panelinha
Jogo do Pau jogo da Pedra Jogo do Pião Jogo do Pino
Jogo do Rato e do Gato Jogo da Reca ou Choca Jogo da Roça (ou Rocha) Jogo do Sapo
Jogo da Sertã Jogo da Vara Jogo da Vassoura Jogo de Andas (moletas ou xiola)
Corrida de Arcos Corrida de Burros Corrida de Cântaros Jogo da Carvalhinha Seca
Corrida de Sacos Subida ao Pau Ensabado Tracção à Corda Desgarradas
Chega de Bois

Jogo da Farinha

1.- Duas bacias; se possível, de barro: uma com água e uma bolinha de pedra (pode ser de pingue-pingue, mas furada, para ir ao fundo) e outra com muita farinha e caramelos disfarçados, isto é, escondidos dentro, em vários pontos.

2.- Actuação individual. O concorrente mergulha a cabeça na bacia de água, retira a bola com a boca, dá-a ao monitor que lhe indica a bacia da farinha para ele ir lá tirar caramelos.

3.- Vence o concorrente que abocar mais caramelos.1

 

1 in “Tradições Populares – I” António Cabral, editado pelo INATEL, 1999