Glossário temático sobre Etnografia e Folclore: Folclore

 

Folclore (do inglês. folk-lore, «id.»)

– substantivo masculino

= ciência que estuda as tradições populares nas suas variadas manifestações (música, dança, canções, provérbios, anexins, lendas);

= colectânea das canções populares relativas a certa época ou região; 1

= conjunto de tradições orais e culturais de um povo, expressas sob a forma de lendas, adivinhas, canções, histórias e provérbios. O termo foi inventado em 1846 por W. J. Thoms (1803-1900) mas o criador do estudo sistemático do folclore foi Jacob Grimm;

O folclore tem sido abordado de maneiras diferentes: o alemão Max Müller (1823-1900) interpretou-o à luz de mitos da natureza; James Frazer foi o expoente máximo do estudo comparativo do folclore antigo e popular como mutuamente explicativos; Laurence Gomme (1853-1916) adoptou uma análise mais historicista; e tanto Bronislaw Malinowski como Alfred Radcliffe-Brown (1881-1955) estudaram o folclore como um elemento integrante de uma dada cultura. O folclore justapõe-se à antropologia cultural mas as suas raízes e interesses teóricos não são os mesmos. 2

 

Qual é a origem da palavra folclore?

O termo folclore é aceite internacionalmente desde 1878, e apareceu escrito, pela primeira vez, na revista The Athenaeum, há cerca de 150 anos. O arqueólogo inglês William John Thoms, no dia 22 de Agosto de 1846, publicou uma carta no jornal O Ateneu, de Londres, mostrando a necessidade da existência de um vocábulo destinado a denominar o estudo das tradições populares inglesas. O autor sugeria a junção das palavras folk (povo) e lore (sabedoria) para designar tal ocupação.

Traduções da palavra folclore

Alemão / Deutsch  / German: folklore

Francês / Français / French: folklore

Espanhol / Español / Spanish: folklore

Italiano / Italiano / Italian: folclore

Inglês / English: folklore

Holandês / Nederlands / Dutch: folklore

Sueco / Svenska / Swedish: n. folklore

Greco / Ελληνική / Greek: n. παραδοσιακά έθιμα και δοξασίες, λαϊκή παράδοση, φολκλόρ, λαογραφία

Russo / Русский / Russian: фольклор

Fontes: 1 Diciopédia 2000, da Porto Editora | 2 Enciclopédia Universal Multimédia da Texto Editora (1997)

 

O Folklore não faz parte da Cultura Portuguesa

Ambrose Merton, aliás William John Thoms

Faz hoje1 precisamente 167 anos que o arqueólogo inglês Ambrose Merton, aliás William John Thoms, criou o termo folclore para designar o que até então não passavam de “antiguidades populares”, sem qualquer outro interesse para além da satisfação da curiosidade, até ao aparecimento do positivismo e do espírito científico.

Porém, os hábitos de consumo impostos pela sociedade capitalista levam à remoção de todos os obstáculos que se levantam à padronização de mentalidades, costumes e valores culturais ou seja, todos os fatores que contribuem para a formação da identidade dos povos e a sua relação de pertença a uma nação. Por conseguinte, a nossa própria cultura tradicional, mormente a língua, as tradições, os gostos e formas de pensar encontram-se ameaçados pela cultura anglo-saxónica que constitui presentemente o instrumento de dominação cultural dos povos subjugados ao capitalismo consumista.

Por ironia, aqueles que em Portugal se colocaram em campo para preservar os usos e costumes do nosso povo, as suas tradições e identidade, acabaram por importar um neologismo de origem anglo-saxónica que nada tem a ver com a Língua portuguesa e as nossas raízes culturais – o termo folklore provém da acoplação dos vocábulos folk e lore de origem inglesa!

Pese embora a nossa plena identificação com o conceito que lhe está subjacente, a sua adoção no âmbito da defesa e preservação dos nossos valores culturais afigura-se como uma incongruência e uma atitude a todos os títulos incompreensível no seio de uma sociedade cultural e linguisticamente tão rica como aquela a que pertencemos – Portugal!

1 Texto escrito em 22 de Agosto de 2013

Carlos Gomes, Jornalista, Licenciado em História

 

Facebook