[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Gastronomia Regional e Vinhos > Peculiaridades das Gastronomias Regionais Pub

Beira Litoral
 


FARINHEIRA

Este enchido é igualmente fruto de um truque dos judeus para fingirem que faziam enchidos – logo, que consumiam porco – e desse modo escaparem aos inquisidores que identificavam os filhos de Israel pelos hábitos alimentares.

Em lugar do pão usado nas alheiras, neste caso, e como o nome indica, o elemento de ligação utilizado é a farinha. Hoje a farinheiras já são elaboradas com a carne entremeada do porco, e temperadas, consoante a região, com colorau, massa de pimentão, vinho e, em certas zonas, até com sumo de laranja.

As farinheiras podem ser consumidas fritas, assadas no forno ou incluídas no cozido à portuguesa a complementar os restantes enchidos geralmente utilizados na confecção deste prato iminentemente português.

Um prato relativamente pouco conhecido – mas bastante agradável – que pode ser confeccionado com farinheiras é o chamado arroz de forno, que se prepara como passamos a descrever:

Faça um refogado com azeite, uma cebola picada e dois dentes de alho, igualmente picados. Quando o refogado estiver bem apurado, junte uma folha de louro e quatro chávenas de água.

Tempere com sal e pimenta, deixe levantar fervura e junte duas chávenas de arroz. Deixe cozer entre 3 a 5 minutos, mexendo um pouco logo após a junção do arroz, a fim de separar os bagos e evitar que se peguem ao tacho.

Enquanto o arroz coze, pique três farinheiras com um palito ou um garfo, escalde-as em água a ferver, escorra-as e ponha-as sobre o arroz, entretanto colocado numa travessa de paredes altas. Leve ao forno, deixando que as farinheiras fiquem tostadas, derramando pelos orifícios abertos uma parte da gordura sobre o arroz. Antes de servir, pode enfeitar com azeitonas e um ramo de salsa.

É um prato de confecção simples que pode ser acompanhado por um bom vinho levemente adstringente.

In Guia Expresso O Melhor de Portugal, nº6


Outras peculiaridades>>>
 


Pub

 


Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster