[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Gastronomia Regional e Vinhos > Peculiaridades das Gastronomias Regionais Pub

Algarve
 

 

Morgado

É o mais conhecido doce algarvio.

Para testar as suas faculdades culinárias, aqueça 250g de açúcar com um pouco de água.

Atingido o ponto fraco junte 250g de amêndoa ralada, deixando ferver um pouco. Retire do lume e deite 4 ovos inteiros.

Unta-se com manteiga uma forma redonda e forra-se com papel vegetal, também untado.

Deite na forma uma camada da massa de amêndoa, outra de doce de chila, uma de ovos moles com frutas cristalizadas e, por fim, nova camada do preparado de amêndoa.

Leve a forno esperto até adquirir uma cor ligeiramente dourada.

Enfeite com glacê e pérolas prateadas.

Prepare o glacê com 200g de açúcar pilé no qual se deita um pouco de água, indo ao lume até ponto alto.

Junta-se a uma clara batida em castelo, mexendo bem até engrossar.

O doce de chila prepara-se do seguinte modo: parta a chila batendo-a (sem utilizar faca).

Elimine as pevides e tripas, e coza.

Retirada a casca, ponha em água com sal de um dia para o outro.

Depois de escorrida leve ao lume com igual porção de açúcar até adquirir o ponto.

In Guia Expresso O Melhor de Portugal, nº6


Outras peculiaridades>>>
 


Pub

 


Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster