Festas de Santa Luzia – Castelejo – Fundão

 

As Festas de Santa Luzia realizam-se a 15 de Setembro no santuário homónimo, situado numa colina sobranceira à aldeia de Castelejo (10 km a poente do Fundão). E, juntamente com a Romaria da Senhora do Almortão (Idanha-a-Nova) e a Festa de Nossa Senhora das Dores (Paul), é uma das grandes romarias da Beira Baixa.

A capela data do séc. XVIII e do seu adro contempla-se a vertente ocidental da Serra da Gardunha. São bem visíveis as antenas colocadas por cima de Castelo Novo, situada na vertente contrária. De resto, é possível, a partir do santuário, apanhar um caminho de terra que sobre toda a encosta, passando nos dois pontos referidos (cabeço e aldeia). A viagem, que proporciona panoramas interessantes, só é possível em viatura 4×4 [ao tempo da elaboração deste texto].

Dos poderes atribuídos a Santa Luzia faz parte a protecção da vista. O número de romeiros costuma ser grande, ultrapassando os cinco milhares, facto a que não é estranha a circunstância de a festa coincidir com o feriado municipal do Fundão.

As celebrações, tanto religiosas como profanas, têm início a 14 de Setembro. Ao fim da tarde realiza-se uma procissão com velas desde a igreja paroquial do Castelejo até à capela, transportando o andor da Senhora dos Milagres. Ao mesmo tempo desde do santuário uma outra procissão encabeçada pelo andor de Santa Luzia. Conforme manda a tradição, os cortejos encontram-se a meio da rampa e as duas imagens «cumprimentam-se» e seguem juntas para a capela.

 

Poderá também gostar de ler sobre
Romaria de Nossa Senhora da Lapa
A centenária Festa dos Tabuleiros em Tomar
Romaria de Nossa Senhora d’Agonia
Romaria ao Senhor da Serra
Festas em honra de S. Sebastião

Nessa noite e na noite seguinte há animado arraial com bandas de música e os famosos bombos da vizinha aldeia de Lavacolhos. Todo o cimo o Monte de Santa Luzia é ocupado por tendas e bancas dos mais diversos comércios. No dia 15 realiza-se missa campal e registam-se as maiores multidões. A festa prolonga-se ainda para o dia seguinte, celebrando Santa Eufémia. É já uma cerimónia praticamente restrita às pessoas da freguesia, realizando-se procissão com o andor da santa em torno da capela.

Fonte: GUIA Expresso “O melhor de Portugal” – 12 – Festas, Feiras, Romarias, Rituais (texto adaptado e ampliado) | Imagem de destaque