Festa a Nossa Senhora dos Altos Céus – Castelo Branco

 

As Festas a Nossa Senhora dos Altos Céus e as danças tradicionais da Lousa, em Castelo Branco, na antiga província da Beira Baixa, merecem uma atenção pelas suas particularidades.

Existem no concelho de Castelo Branco tradições bastante peculiares que permanecem desconhecidas da maioria do povo português. Tratam-se das Danças das Virgens, Danças dos Homens [imagem de destaque] e Danças das Tesouras, que se realizam no âmbito das Festas em honra de Nossa Senhora dos Altos Céus e que têm lugar na freguesia de Lousa, por ocasião do 3º domingo do mês de maio. [Outras Romarias e Festas Populares que se realizam durante o mês de Maio].

Reza a tradição que as festas em honra de Nossa Senhora dos Altos Céus tiveram origem numa promessa feita pelos habitantes de Lousa para que os livrasse de uma praga de gafanhotos que assolou a região em 1640, curiosamente o ano em que ocorreu a Restauração da Independência.

Tendo os gafanhotos desaparecido e, por conseguinte, sido obtida a graça pedida, consta que em gesto de agradecimento, um casal de agricultores e as suas oito filhas dançaram no adro da igreja, tendo a partir de então, dado origem à “Dança das Virgens” que, até há relativamente pouco tempo, era executada por rapazes. Por sua vez, também os homens organizaram a sua própria dança, a qual ficou conhecida por “Dança dos Homens”.

No domingo, após a celebração da eucaristia e realizada a procissão solene, oito “madamas”, atualmente raparigas solteiras, trajando vestidos brancos, ornamentadas com flores e ouro, acompanhadas pelo respetivo guardião que, de espada à cintura zela pela virtude das dançarinas, tocam trinchos e levam na mão um lenço branco com o qual acenam à Nossa Senhora dos Altos Céus e dançam ao som da viola beiroa. Os homens, envergando calça e camisa branca com cinta azul, apresentam-se com uma curiosa tiara ornamentada florida da qual pendem fitas de várias cores. Tocam genebres e tangem a viola beiroa ou bandurra, propositadamente desafinadas, apenas produzindo sons metálicos.

Pese embora a origem de tais tradições se encontrarem identificadas com ocorrências que se terão verificado em meados do século XVII, elas terão certamente raízes bem mais remotas à semelhança do que se verifica noutras culturas, muito provavelmente associados a ritos de fertilidade e de adoração de divindades associadas à Mãe Natureza, cristianizadas sob a forma do culto mariano e celebradas precisamente durante o mês de maio, na Lousa sob a invocação de Nossa Senhora dos Altos Céus.

A Lousa é uma pequena localidade recentemente integrada na freguesia de Escalos de Cima, dista cerca de 20 quilómetros de Castelo Branco e pertenceu outrora à Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, vulgo Ordem dos Templários.

 

Dança das Virgens

Dança das Tesouras

Carlos Gomes, Jornalista, Licenciado em História | Fotos