[ INÍCIO ]   [ Sobre o Portal ]  [ FAQs ]  [ Registar site ou blog ]  [ Enviar informações ]  [ Loja ]   [ Contactos ]

 
"Temos obrigação de salvar tudo aquilo que ainda é susceptível de ser salvo, para que os nossos netos, embora vivendo num Portugal diferente do nosso, se conservem tão Portugueses como nós e capazes de manter as suas raízes culturais mergulhadas na herança social que o passado nos legou."  (Jorge Dias)
 
 
 
Arquitectura e construções
Artesanato
Cancioneiros Populares
Danças Populares
Festas e Romarias
Grupos de Folclore
Gastronomia e Vinhos
Instrumentos musicais
Jogos Populares
Lendas
Literatura Popular
Medicina Popular
Museus Etnográficos
Música Popular
Provérbios
Religiosidade Popular
Romanceiros
Sabedoria Popular
Superstições e crendices
Trajos
Usos e Costumes
 
Agenda de iniciativas
Bibliografia temática
Ciclos
Feiras
Festivais de Folclore
Glossário
Informações Técnicas
Loja
Permutas
Pessoas
Textos e Opiniões
Turismo
 
SUGESTÕES
Calendário agrícola
Confrarias
Datas comemorativas
Feriados Municipais
História do Calendário
Meses do ano
Províncias de Portugal
 
 

Pub  
   
»» Calendário Agrícola >>  MARÇO Pub

Pub

Calendário de actividades agrícolas - Março - horta - pomar - campo - jardim - vinha - adega - animais  
 

Na horta
Continuar os trabalhos iniciados em Fevereiro, nomeadamente os respeitantes a adubações, correcções, lavras e cavas, preparando-se os terrenos para as sementeiras e plantações para o presente mês e seguinte.
De preferência regar pela manhã, caso se verifique falta de água por escassez de chuvas, os talhões onde se efectuaram as sementeiras.
Proceder, se o tempo o permitir, às primeiras sachas das alfaces, alhos e outras culturas em desenvolvimento.
Semear: milho, trigo de primavera, cevada, luzerna e outras forragens, linho, abóboras, alfaces, beterraba, cenouras, ervilhas, espinafres, feijões, melancias, melões, nabiças, rabanetes, salsa, tomates e pepinos.
Plantar ou transplantar: batatas, cebolas, couves e espargos.

No pomar
Continuar, nos pomares de macieiras e pereiras, com os tratamentos contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de pedrado.
Aplicar às fruteiras cítricas emulsões oleosas depois da floração.
Concluir a poda das fruteiras de pevide e das figueiras, e adiantar as de espinho.
Adubar as diversas fruteiras.
Pulverizar as laranjeiras com cal em pó ou ainda em leite.
Proteger os pessegueiros contra a lepra e crivado por meio de pulverizações preventivas com calda bordalesa. 

No campo
Concluir a preparação das terras para as próximas sementeiras e plantações, incorporando os fertilizantes e os correctivos mais convenientes.
Semear: arroz, aveia, centeio, cevada, milho temporão, trigo tremês, legumes e forragens.

No jardim
Semear: papagaios, sécias, cravos, ervilhas-de-cheiro, dálias, perpétuas, goivos, etc...

Na vinha
Conclusão da poda nas zonas mais frias e nas regiões mais atreitas a geadas tardias. Prosseguir as enxertias com as castas mais apropriadas, recorrendo às colecções oficiais por oferecerem garantias para a obtenção de garfos.
Combate às nóctuas e aos pulgões com os produtos químicos indicados para o efeito.
Início dos tratamentos contra o míldio e o oídio com sulfate de cobre e enxofre. 

Na adega
Conclusão das transfegas, aproveitando o tempos seco e sem grandes variações de temperatura.
Prosseguir com o engarrafamento dos vinhos.

Animais
Substituição gradual. nos estábulos, do tipo de alimentação de Inverno por verduras, que não devem ser dadas molhadas.


<<<Fevereiro +++ Abril>>>
 

  Gosta da página? Partilhe!

Voltar ao menu

   
 

Obras de MARÇO
conforme Paládio, in “Lunário Perpétuo”, de 1901

Na Lua crescente de Março, é bom plantar melões, pepinos, cardos e abóboras; e em terras quentes semear milho, linho, grãos, bredos, alfaces e todas as pevides azedas; e nas terras temperadas plantar figueiras.

No minguante de Março se devem sachar as hortas, os trigos, e lavrar os campos, para que não criem erva, limpar as figueiras, amoreiras, e as mais árvores que brotam tarde. Neste tempo é muito bom trasfegar os vinhos, e metê-los nas adegas ou subterrâneos.

Se neste mês se ouvirem os primeiros trovões do ano, significam haver muitos ventos, e abundância de erva e de pães, onde se ouvirem.

Pub

     

        

Se não encontrou nesta página o que procurava, pesquise em todo o Portal do Folclore Português
 



Acompanhe, em primeira mão as actualizações do Portal do Folclore Português:

FOLCLORE DE PORTUGAL - O Portal do Folclore e da Cultura Popular Portuguesa não se responsabiliza pelo conteúdo dos sítios registados
© Copyrigth 2000/2014  - Todos os direitos de cópia reservados - Webmaster