14º aniversário do Rancho da A.C.R.D de Rubiães

 

Fundada em 20 de Outubro de 1992, a Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Rubiães tem um âmbito de ação regional e como principais objetivos a promoção do desporto, da cultura e da solidariedade social na localidade onde está inserida.

Integrado nesta associação, funciona um Rancho Folclórico, fundado a 06/06/2004, pelo que está a comemorar o seu 14º Aniversário com a realização de um Festival de Folclore, no dia 22 de julho, e que vai contar com a presença do Grupo Etnográfico do Sabugal – Guarda, Rancho Típico e Folclórico de Vilela – Arcos de Valdevez e o Rancho Folclórico Amigos dos Longos Vales – Monção.

Durante a realização do festival, vai funcionar uma pequena quermesse para a venda de produtos fornecidos pelos comércios locais, através da qual pretendem a angariação de fundos para suportar as despesas com as atividades do Rancho Folclórico.

O Rancho da Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Rubiães apresenta trajes negros – os trajes domingueiros (usados tradicionalmente na freguesia, que pertence ao concelho de Paredes de Coura, situada no coração do Alto Minho), e que são envergados pelos dançadores. Os elementos da tocata apresentam trajes confecionados à base de linho e lã, e que eram os trajes utilizados nos trabalhos do campo. Também por ser um grupo minhoto, as suas danças baseiam-se em “viras”, “chulas” e “canas verdes”.

O Rancho da A. C. R. D. de Rubiães é constituído por dois grupos, o infantil e o adulto, perfazendo um total aproximado de 70 pessoas, e que assume como principal missão representar os usos e costumes deixados pelos seus antepassados. Para além dos instrumentos de percussão, utiliza as concertinas, instrumento musical típico da região do Alto Minho.

 

Sobre a freguesia…

Rubiães é uma freguesia portuguesa do concelho de Paredes de Coura, com 8,95 km² de área e 512 habitantes, de acordo com os Censos de 2011. A sua densidade populacional é 57,2 h/km².

No âmbito do seu património, destacam-se: Igreja de São Pedro de Rubiães | Via romana de Braga a Tui – 14 marcos miliários | Ponte de Rubiães (românica) | Solar das Antas | Capelas de S. Roque, S. Bartolomeu, Fradinhos e ou Senhora da Expectação, Rio Coura e monte Mourela.

Destaque, ainda, para o Albergue de Peregrinos de S. Pedro de Rubiães, que tem por objetivo proporcionar ao número crescente de romeiros as necessárias condições de acolhimento, durante o percurso do Caminho Português de Santiago inscrito no concelho. Dispõe de áreas modernas e funcionais, cozinha, sala de refeições, sala de convívio, gabinete médico, lavandaria e um dormitório misto, com 17 beliches, capazes de acolher 34 pessoas.

Como gastronomia local mais característica, apresenta “Enchidos de porco” e “Arroz de Cabidela”. Fonte (texto adaptado)